Imprensa

Projeto patrocinado pela Arteris realiza entrega de quimonos para alunos em Taquarituba

11 de outubro de 2021

Após um ano de atividades, o projeto Formação do Cidadão do Futuro através das Artes Marciais apresentou os resultados alcançados e realizou a entrega simbólica de uniformes

Ribeirão Preto, 11 de outubro – Na tarde da quinta-feira (07), a Arteris ViaPaulista marcou presença no evento de um ano do projeto “Formação do cidadão do futuro através das Artes Marciais” da APAE de Taquarituba, iniciativa que tem o incentivo da Arteris. O projeto atende 56 crianças e adolescentes e tem como objetivo agregar no desenvolvimento das relações sociais e na construção de valores, através de aulas coletivas de artes marciais e acompanhamento psicológico e social.

O gerente de Operações, Marcos Carneiro, representou a empresa no ato e teve a oportunidade de conhecer a estrutura da APAE. “Cinquenta e seis crianças e adolescentes vêm sendo beneficiadas diretamente pelo projeto. Sabemos que esse período de pandemia foi desafiador, por isso, consideramos ainda mais grandioso todo o trabalho desenvolvido”, comentou.

O projeto atendeu crianças e adolescentes entre sete e 17 anos, sendo 36 matriculados na APAE Taquarituba com deficiência intelectual e/ou múltipla e atraso global do desenvolvimento, e 20 da rede municipal de ensino que apresentem dislexia/discalculia, TDAH ou deficiência auditiva. O principal objetivo é agregar no desenvolvimento das relações sociais e na construção de valores, através de aulas coletivas de artes marciais e acompanhamento psicológico e social.

Além da apresentação com os resultados foi realizada a entrega simbólica dos quimonos para três alunos que representaram os colegas em cada instituição. Durante as aulas os alunos realizam atividades como alongamento, exercícios de solo, rolamentos, e atividades adaptadas como os movimentos naturais. “Realizamos em setembro uma prova de avaliação técnica com as turmas e todos passaram com louvor. Houve uma melhora nos quesitos técnicos, físicos e principalmente com a disciplina e motivação dos alunos”, destaca Damaceno.

No dia 15 de dezembro acontecerá o encerramento do projeto com um campeonato entre os três polos no final do ano e reconhecer estes alunos pelos resultados que alcançaram nesse período com entrega de medalhas e certificados. Os três alunos receberão uma bolsa em academia local até completarem 16 anos.

“O jiu jitsu é uma ferramenta que usamos para transmitir conhecimento para as crianças. Ensina disciplina, respeito ao colega, cumprimento de horários.  Quero agradecer ao apoio por estar realizando não somente o meu sonho, mas os deles [crianças] também”, finaliza o professor Damaceno.



Mais noticias

Ver todas