Imprensa

Arteris ViaPaulista realiza plantio de 35 mil mudas em três anos de concessão

4 de junho de 2021

Medidas compensatórias fazem parte da preocupação ambiental da concessionária

Ribeirão Preto, 04 de junho – Neste sábado (05) celebra-se o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data tem como objetivo a conscientização dos diversos setores sobre a importância de cuidar dos recursos naturais. Pensando em um futuro consciente e no seu papel para um mundo mais sustentável a concessionária Arteris ViaPaulista atua em diversas frentes em todo seu escopo a fim de garantir a preservação ambiental.

O papel da área de Meio Ambiente vai da conscientização dos colaboradores, a revisão periódica de veículos para monitorar a emissão de gases poluentes até o plantio compensatório. Toda vez que a concessionária realiza uma obra onde é necessário intervir no meio natural, é firmado com a Cetesb um Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental. E com isso, desde o início da concessão, em novembro de 2017, a Arteris ViaPaulista já realizou o plantio de 35.090 mil mudas de essências nativas.

Com as obras de duplicação na SP-255 já foi firmado o compromisso de realizar o plantio compensatório de mais 70 mil mudas para os trechos do km 48,100 ao km 77,100 (de Rincão a Araraquara) e do km 155,550 ao km 177,300 (de Jahu a Barra Bonita).

As ações são realizadas sempre priorizando o plantio próximo ou no mesmo local da execução da obra e com espécies do mesmo bioma.

“O compromisso com a valorização da vida é prioridade para a Arteris ViaPaulista e não poderia ser diferente com o Meio Ambiente. Trabalhamos hoje para oferecermos rodovias cada vez mais seguras e um ambiente melhor para todos nossos usuários”, afirma o coordenador de Meio Ambiente, Daniel Mandel.

Além disso, em abril, a empresa reduziu o consumo de água em 52% em relação ao mesmo período em 2020. Em outros meses, como em fevereiro, o resultado foi ainda melhor: 67% a menos de água consumida.

Entre as ações, estão o monitoramento mensal dos hidrômetros, com manutenção e troca dos equipamentos, o acompanhamento e conserto de possíveis vazamentos. Além do indicador de água, o consumo de energia também é monitorado. A meta é diminuir em 3% ao mês em relação ao ano anterior. Objetivo que vem sendo conquistado com sucesso até aqui.



Mais noticias

Ver todas