Imprensa

Arteris Litoral Sul realiza obras para ampliação da ponte sobre o Rio Itapocu, na BR-101/SC

24 de junho de 2020

Trabalhos com duração de cinco meses devem ampliar largura da estrutura em 3,7 metros – que passa a contar com acostamento

Ponte com 90 metros de extensão terá largura ampliada para contar com acostamento a partir de dezembro. Mais fotos (link)

Joinville, 24 de junho. A partir do próximo dia 1º de julho (quarta-feira), a Arteris Litoral Sul inicia uma nova etapa nas obras de reforma e ampliação da ponte sobre o Rio Itapocu – na altura do km 80,1 da pista norte da BR-101/SC – na divisa entre Araquari-SC e Barra Velha-SC. Os trabalhos com intervenção estrutural e necessidade de desvio no trânsito devem se estender até dezembro – quando a ponte já ampliada passa a contar com acostamento. 

A concessionária já trabalha na reforma desta ponte desde 2019. Nesse período, já realizou a implantação dos novos e pilares e blocos no leito do rio – preparando a estrutura para receber a nova viga longarina – que dará suporte à ampliação da largura da ponte em 3,7 metros. Agora, chegou o momento de avançar com os trabalhos de intervenção estrutural. 

Nesta nova etapa, serão realizadas atividades para remoção do pavimento e laje, reforço estrutural, lançamento de viga longarina, ampliação e recomposição da laje, recomposição de pavimento e implantação de sinalização. No total, são aproximadamente 80 trabalhadores atuando na obra – todos seguindo protocolo de prevenção à Covid-19, com uso de equipamentos de proteção, e reforço nas instruções de higiene e segurança nas áreas de convivência. 

Desvio de tráfego 

As características desta nova etapa da obra – com remoção da camada do pavimento – exigem que seja implantado um desvio de trânsito no local, com impacto em ambos os sentidos da rodovia, mantendo duas faixas de rolamento para cada sentido – mas com velocidade limitada a 60 km/h. O desvio irá operar entre o km 79 e o km 81. 

No sentido sul, o fluxo deve seguir pela faixa da direita e acostamento – convertido em faixa de rolamento. No sentido norte, o fluxo da faixa da direita permanece liberado – enquanto que o da faixa da esquerda será desviado para pista oposta – sinalizada para operar com fluxo no sentido norte. 

Impacto no trânsito local 

A implantação do desvio no eixo principal da rodovia também exige o bloqueio momentâneo do retorno em nível do km 79,8. Por conta disso, há um impacto direto no deslocamento das comunidades de Morro Grande e Barra do Itapocu em Araquari-SC – pois durante as obras os motoristas terão de fazer o retorno, após a praça de pedágio – no km 74,3. Dessa forma, estes moradores serão cadastrados junto ao município – que irá enviar os dados para concessionária isentar temporariamente a cobrança da tarifa desses motoristas. 

O bloqueio do retorno também gera restrição para quem transita no sentido norte com demanda de acesso para o bairro Escalvado de Barra Velha-SC. A alternativa durante as obras é acessar a saída do km 83 – com trânsito pelo viaduto do km 82,8 (Sertãozinhoe ruas do interior do município. Após o término desta etapa da obra, o retorno volta a ser liberado normalmente para o trânsito. 

Por motivo de segurança, não será permitida circulação de pedestres e ciclistas no trecho do desvio. A concessionária, no entanto, irá disponibilizar um veículo de apoio no local – que terá circulação itinerante, providenciando o deslocamento em segurança dos moradores que precisarem fazer a travessia do desvio. 

Veja o mapa de sinalização (link)

Obras de reforma e ampliação 

A reforma e ampliação de estruturas construídas originalmente em época anterior a duplicação da BR-101/SC é uma atribuição do contrato de concessão. Atualmente, a concessionária executa obras similares na região de Joinville – com reforma de duas pontes e um viaduto.  

Com o início desta nova frente de serviço, serão cerca de 230 trabalhadores atuando simultaneamente – com investimento total de aproximadamente R$ 27 milhões nas quatro obras de melhoria para do trânsito e segurança viária. 

Desde 2008, a concessionária já reformou 36 pontes no trecho concedido – entre as capitais Curitiba e Florianópolis. 



Mais noticias

Ver todas