• 30/09/2014 06:30:00

    Educação e fiscalização são principais medidas para redução de mortes no trânsito

     

    A educação e a fiscalização são os principais aspectos apontados por especialistas como medidas possíveis capazes de reduzir o número de mortes no trânsito. Em 2012, segundo o último levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde, mais de 46 mil pessoas morreram no Brasil em acidentes. Os pedestres representam quase 24% das vítimas, com 11 mil mortes. Devido ao número preocupante, eles foram o foco de uma palestra realizada pelo especialista em segurança no trânsito e consultor da Volvo no Brasil, J. Pedro Correa, na última segunda-feira (15/09), no Hotel JP, em Ribeirão Preto.

    Com o tema "Cidade para pessoas: proteção e prioridade ao pedestre", o evento, promovido pelo Projeto Escola Arteris, desenvolvido na região pela Autovias e Vianorte, contou com a presença de mais de 200 pessoas, entre colaboradores das duas concessionárias e educadores das escolas da rede pública atendidas pelo programa. De acordo com Correa, o crescimento da população levou ao aumento no número de carros e, consequentemente, à maior quantidade de acidentes. Por isso, é preciso se pensar em medidas que criem cidades voltadas para pessoas.

    "Precisamos estimular que as pessoas se tornem pedestres, mas falta vontade política e determinação para que isso ocorra. Porém, com o fornecimento de informação e estimulando essa discussão, podemos melhorar o nosso hábito de locomoção. O papel dos pais e da escola é introduzir o tema no cotidiano das famílias", destacou o especialista. Correa ainda apontou outras medidas que podem ajudar a reduzir acidentes. "Estatisticamente, vemos que quando se cria alguma lei relacionada à fiscalização de trânsito o número de acidentes reduz, mas depois de um tempo volta a aumentar. Precisamos de policiamento ostensivo, mudança da infraestrutura viária e a contribuição de novas tecnologias", completou.

    Trabalho nas escolas

    Para Maria José Finardi, coordenadora Pedagógica do Projeto Escola Arteris, o objetivo da palestra foi estimular os educadores a trabalharem em sala de aula questões ainda mais abrangentes sobre a relação do pedestre com o trânsito. "Precisamos enaltecer a questão das pessoas como seres humanos e ter em mente que quando falamos em pedestres devemos ir além da discussão sobre travessia segura. Temos que abordar e trabalhar valores mais profundos, como gentileza, paciência e respeito, para conquistarmos um trânsito mais seguro para todos", ressaltou.

    O Tenente Coronel Luis Henrique Di Jacintho Santos, comandante do 3º BPRv (Batalhão de Polícia Militar Rodoviária), que também participou do evento, reforçou a importância do trabalho desenvolvido pelo Projeto Escola com as instituições de ensino. "Motos e pedestres são a maioria dos envolvidos nas ocorrências por serem as partes mais frágeis do trânsito. Associar medidas como manutenção da malha viária, fiscalização e conscientização por meio de campanhas educativas, principalmente nas escolas, é fundamental para a redução de acidentes, especialmente daqueles com vítimas", afirmou.

     

    Sobre o Projeto Escola Arteris - O Projeto Escola Arteris é dirigido a educadores e educandos do ensino infantil, fundamental, médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos) de escolas públicas municipais e estaduais dos municípios cortados pelas concessionárias paulistas - Autovias, Centrovias, Intervias e Vianorte - e federais da Arteris - Autopista Fernão Dias, Autopista Fluminense, Autopista Litoral Sul, Autopista Planalto Sul e Autopista Régis Bittencourt. O programa tem como foco a humanização do trânsito, a cidadania, a ética e o convívio social, os quais são trabalhados com alunos e professores por meio de ações pedagógicas e de conscientização, com dinâmicas, palestras, concursos de arte e frases, entre outros. O programa faz parte do catálogo da ONU de Boas Práticas Corporativas de Respeito e Apoio aos Direitos da Infância - o Pacto Global.

    Sobre a Autovias - A Autovias administra, desde 31 de agosto de 1998, uma malha viária de 316,5 quilômetros de extensão, compreendendo cinco rodovias: SP-255 (Antônio Machado Sant'Anna), entre Ribeirão Preto e Araraquara SP-318 (Engenheiro Thales de Lorena Peixoto Júnior), entre São Carlos e o entroncamento com a SP-255, município de Rincão SP-330 (Anhanguera), entre Santa Rita do Passa Quatro e Ribeirão Preto SP-334 (Cândido Portinari), entre Ribeirão Preto e Franca e SP-345 (Engenheiro Ronan Rocha), entre Itirapuã e Franca.  A Autovias, com sede social localizada na cidade de Ribeirão Preto (SP), local para onde deverão ser encaminhadas todas as comunicações legais, se constitui em pessoa jurídica distinta da Arteris S.A. (sua controladora societária).

    Sobre a Vianorte - Concessionária responsável por 236,6 quilômetros de rodovias: SP-330 (Via Anhanguera) SP-322 (Rodovia Armando de Salles Oliveira) SP-322 (Rodovia Attílio Balbo) SP-322 (Rodovia Prefeito Antônio Duarte Nogueira - Anel Viário Sul de Ribeirão Preto) SP-328 (Rodovia Alexandre Balbo - Anel Viário Norte de Ribeirão Preto) e SP-325 (Avenida Bandeirantes). A Vianorte tem sede na cidade de Sertãozinho (SP), local para onde deverão ser encaminhadas todas as comunicações legais, em razão de constituir-se pessoa jurídica distinta de Arteris S.A. (sua controladora societária).

    Sobre a Arteris - A Arteris, companhia do setor de concessões rodoviárias do Brasil, administra 3.250 quilômetros de vias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina, por meio de suas nove concessionárias: Autovias, Centrovias, Intervias, Vianorte, Autopista Fernão Dias, Autopista Fluminense, Autopista Litoral Sul, Autopista Planalto Sul e Autopista Régis Bittencourt. A Arteris é uma empresa de capital aberto, com ações negociadas no Novo Mercado da Bovespa. É controlada pela Abertis e pela Brookfield. Em 2013, recebeu o Prêmio Socioambiental Chico Mendes, o Passaporte de Responsabilidade Socioambiental Chico Mendes e a concessão do uso do Selo Verde da categoria Ação Socioambiental Responsável - do Instituto Chico Mendes -, pelo Programa Viva Meio Ambiente desenvolvido nos estados onde a empresa está presente. Saiba mais: www.arteris.com.br.

    Contatos:

    Milagre do Verbo Agência de Comunicação.

    Fones corporativos: (16) 3941-6921   |   3443-3443   |   3236-6249   |   9-9201-7887
    Francine Estevão (16 - 9-9152-9095) e Fernando Bueno (16 - 9-9131-5326).
    E-mails: francine.estevao
    @milagredoverbo.com.bre fernando.bueno@milagredoverbo.com.br.

    Facebook: www.facebook.com/milagredoverbocomunicacao - Twitter: @milagredoverbo -

    Site: http://www.milagredoverbo.com.br Skype: frandoracenzi