0800 6420 116
0800 717 1000
Ouvidoria

Planalto Sul nas Redes

4 horas atrás
Os 412 quilômetros de extensão da BR-116 PR/SC apresentam tempo bom e fluxo de veículos normal em ambos os sentidos (Curitiba e Rio Grande do Sul).
6 horas atrás
Ambos os sentidos (Curitiba e Rio Grande do Sul) da BR-116 PR/SC permanecem com fluxo de veículos normal. O motorista dirige com tempo ensolarado ao longo de toda a rodovia.
7 horas atrás
A operação para a retirada de uma carreta da ribanceira em Monte Castelo, Santa Catarina, foi realizada com sucesso, e a pista está totalmente liberada agora no km 105. O efeito residual do bloqueio total é de 2 quilômetros de retenção em ambos os lados.
8 horas atrás
A BR-116 PR/SC foi temporariamente liberada para o tráfego no km 105,6 a fim de aliviar o congestionamento. Ela será interditada de novo dentro de alguns minutos para a retomada a operação de retirada de uma carreta da ribanceira.
8 horas atrás
Continua totalmente interditada a BR-116 PR/SC no km 105,6, em Monte Castelo (Santa Catarina), para a remoção de uma carreta que caiu na ribanceira. O congestionamento é de 1 quilômetro em ambos os sentidos.
9 horas atrás
A BR-116 PR/SC acaba de ser totalmente interditada no km 105,6 (Monte Castelo/SC) para a operação de retirada de uma carreta que caiu na ribanceira. A interrupção gera no momento 500 metros de congestionamento nos dois sentidos da rodovia.

Sobre a concessão

A Planalto Sul é responsável pela administração dos 412,7 quilômetros da rodovia BR-116, fazendo a ligação da capital paranaense à divisa dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O contrato de concessão que engloba 17 municípios em sua malha viária foi assinado em 14 de fevereiro de 2008 e prevê investimentos de R$ 1,9 bilhão durante sua vigência de 25 anos.

O Trecho Administrado

O trecho da Planalto Sul liga Curitiba (PR) à divisa dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul pela BR-116. Todo esse trajeto corta os municípios de Fazenda Rio Grande, Mandirituba, Quitandinha, Campo do Tenente e Rio Negro, no estado do Paraná, Mafra, Itaiópolis, Papanduva, Monte Castelo, Santa Cecília, Ponte Alta do Norte, São Cristóvão do Sul, Ponte Alta, Correia Pinto, Lages e Capão Alto, no estado de Santa Catarina. A rodovia foi construída entre as décadas de 40 e 50, por ser uma rodovia antiga, quase toda ela ainda é de pista simples.

Investimentos e Obras

De acordo com o contrato assinado em 14 de fevereiro de 2008, os seis primeiros meses foram dedicados aos chamados trabalhos iniciais, que incluíram melhoria da pavimentação das pistas, sinalização vertical (placas, indicadores etc.), sinalização horizontal (pintura de faixas de rolamento), iluminação e dispositivos de segurança, entre outros. Após os seis meses de trabalhos iniciais, começou a fase de obras e implantações previstas no contrato. Veja abaixo exemplos do que o contrato prevê de melhorias para a rodovia:

  • Implantação de 48,3 km de faixas adicionais
  • Implantação de 13,72 km de vias laterais
  • Implantação de 5 trevos em desnível
  • Implantação de 2 passagens em desnível
  • Implantação de 3 Retornos em nível
  • Implantação de 10 Refúgios centrais para travessias de pedestres
  • Implantação de 1 passagem em desnível, com reserva para faixa exclusiva de ônibus
  • Implantação de 1 interseção em desnível, com reserva para faixa exclusiva de ônibus
  • Implantação de 9 passarelas
  • Implantação de 9 Bases de Serviços Operacionais
  • Reforma de 5 postos da Polícia Rodoviária Federal
  • Implantação de 3 estações meteorológicas
  • Implantação de 150 câmeras de CFTV
  • Duplicação de 25,4 km no trecho urbano da rodovia, entre Curitiba e Mandirituba.
Tabela de
Tarifas
Restrição
de Cargas
Entenda
Nossas Tarifas
Cartilhas
Viajar

Operação da Rodovia

Os usuários das rodovias que compõem o trecho têm à disposição os serviços de atendimento ao usuário: atendimento médico pré-hospitalar, socorro mecânico, resgate de animais na pista, viaturas para combate a incêndio, inspeção de tráfego constante e telefone 0800 para solicitar atendimento e informações: tudo operando 24 horas. São, ao todo, 11 ambulâncias tipo C e duas tipo D, sete guinchos leves, três guinchos pesados, caminhões para combate a incêndio, um carro para apreensão de animais, cinco viaturas para inspeção de tráfego e dois veículos de supervisão de trecho, além de dois veículos multiuso. Para solicitar atendimento, tirar dúvidas sobre a concessão da rodovia ou fazer reclamações e sugestões para a concessionária, os usuários da Planalto Sul podem ligar para 0800 6420 116.

ISS para os municípios lindeiros

Todos os municípios cortados pelos 412,7 quilômetros do trecho administrado pela Planalto Sul têm direito a receber o repasse do ISS e, com ele, terão suas receitas ampliadas, podendo reverter em investimentos em áreas sociais e de infra-estrutura. O valor é calculado sobre a alíquota de até 5% (variável de 2% a 5% nos municípios) sobre a receita de arrecadação das 5 praças de pedágio ao longo da rodovia, proporcional à extensão da rodovia no município.

Notícias e releases

Ver todas